Dermatologia CHV Porto Hospital Veterinário

A dermatologia é a área de Medicina Veterinária responsável pela prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças de pele e seus anexos (pelos e unhas). Na área da dermatologia também se incluem as doenças de ouvidos.

As doenças dermatológicas constituem um dos principais motivos de consulta em medicina veterinária. Sendo o maior órgão do corpo e primeira barreira de defesa contra as agressões externas, a pele representa um reflexo do estado de saúde dos nossos animais de companhia.

As alterações cutâneas podem ter múltiplas e variadas origens, tais como:

  • doenças parasitárias,
  • alergias,
  • patologias hormonais,
  • alterações metabólicas,
  • doenças autoimunes,
  • patologias genéticas e
  • doenças oncológicas.

A prioridade do serviço de dermatologia do hospital é realizar um diagnóstico correto e instituir o mais rapidamente possível um protocolo de tratamento adequado a cada paciente. Se por um lado as lesões de pele são facilmente acessíveis ao exame clínico, a sua falta de especificidade torna por vezes o diagnóstico complicado. Face a essas dificuldades, um exame clínico bem conduzido e exames complementares adequados são a chave de um diagnóstico e também de um tratamento eficaz. Assim, o hospital dispõe de um serviço veterinário qualificado e apoio de meios de diagnóstico complementares avançados. Em alguns casos, o diagnóstico e o tratamento de doenças de pele e ouvidos, exige um esforço multidisciplinar, que requer o apoio de outras áreas da veterinária, nomeadamente a medicina interna, a oncologia, a cirurgia, a imagiologia, entre outras.

Atualmente, em ritmo acelerado, a medicina veterinária, e nomeadamente a dermatologia, vai sendo constantemente confrontada com o lançamento permanente de novas drogas terapêuticas. Certamente cabe ao médico veterinário decidir a terapêutica adequada de acordo com numerosos critérios que deve ter em consideração (meio ambiente, animais envolvidos, proprietários).

A nossa equipa tem também como missão a educação dos proprietários na prevenção de determinadas patologias de pele. De acordo com a espécie e raça em causa, logo na primeira consulta, os nossos clínicos elucidam o proprietário de todos os cuidados de saúde e higiene a ter com o pelo e pele do seu animal, no que se refere a frequência dos banhos e produtos a utilizar no mesmo, necessidades de escovagem e tosquia, higiene dos ouvidos, desparasitação externa e alimentação.

Existem muitas patologias dermatológicas bem documentadas em determinadas raças consideradas predispostas. Por exemplo, o proprietário de um Bulldog ou de um Shar-pei deve ser advertido probabilidade do seu animal poder desenvolver um intertrigo (dermatite das pregas), e aconselhado a evitar esta situação. Um gato de pelagem branca, ou um cão de pelo e pele despigmentadas não devem expor-se à radiação solar.

A pele é o maior órgão do corpo e por isso precisa de cuidados proporcionais ao seu tamanho! Portanto, é de extrema importância a consulta com um profissional capacitado para identificar lesões dermatológicas, para que exames específicos possam ser indicados e com isso obter um diagnóstico definitivo, podendo assim definir um protocolo de tratamento eficaz.

Doenças dermatológicas diagnosticadas e tratadas no serviço de dermatologia:

  • Infeções bacterianas de pele (Piodermatite)
  • Infeções fúngicas (Dermatofitose/”Tinha” e Malassezia)
  • Alergia alimentar
  • Alergia à picada da pulga (DAPP)
  • Alergias ambientais (Dermatite Atópica)
  • Infeções parasitárias (Sarna sarcóptica, Demodicose ou Sarna demodecica)
  • Pododermatites (doenças das extremidades dos membros)
  • Doenças de pele auto-imunes
  • Doenças de pele de origem hormonal/metabólica (Hipotiroidismo, Hiperadrenocorticismo, alopecia X)
  • Otites agudas/crónicas
  • Doenças perianais (Impactação/abcesso de saco anal, Fístula perianal)
  • Leishmaniose
  • Tumores/Cancro de pele

Exames complementares de diagnóstico disponíveis no serviço de dermatologia:

  • Raspagem e citologia de pele
  • Otoscopia
  • Citologia de exudado auricular
  • Culturas bacterianas (pele e ouvido)
  • Culturas fúngicas
  • Painel sanguíneo de doseamento hormonal, incluindo análise de tiroide, doseamento de hormonas sexuais e testes de despiste de hiperadrenocorticismo
  • Dietas de eliminação/provocação
  • Punção de medula óssea
  • PCR de sangue ou de gânglio linfático
  • Testes alérgicos serológicos e imunoterapia
  • Biopsias de pele e histopatologia
  • Vídeo otoscopia e lavagens profundas de ouvido

Este artigo foi útil?

Por favor, selecione o que se adequa à sua situação. Agradecemos o seu feedback.

Obrigada!

Nós realmente apreciamos isso

Erro

Ocorreu um erro. Este pedido já não pode responder até ser recarregado.