O que são as praganas?

As praganas são as barbas das espigas de diversas plantas e têm a caraterística de se fixarem a tudo o que passa ao pé delas. O fim do Verão e o Outono são as alturas em que elas mais aparecem, porque já estão secas e caem da planta, mas torna-se cada vez mais frequente encontrá-las em qualquer época do ano. Como têm aquela forma de seta e as barbas, se se agarrarem ao pelo do seu animal, a tendência é sempre “andar para a frente”, por isso, não voltam a cair e o pior de tudo – avançam.

Além disso, a sua ponta fininha faz com que possa penetrar a pele do seu cão, nos espaços entre os dedos ou noutros locais do corpo. Também têm tendência a entrar nos ouvidos ou pelo nariz acima. Embora possa ocorrer em todos os animais, é muito mais comum em cães do que em gatos, devido ao tipo de pelo e estilo de vida. No entanto, se o seu gato também sai à rua, é aconselhável que o examine periodicamente! Se não forem detetadas, podem causar pequenas feridas e inflamações que, com o tempo, podem evoluir para infeções graves e problemas mais sérios como acontece com picadas de pulgas ou outros insetos.

Sinais de alerta de praganas

Se o seu cão for dar um passeio consigo no campo, com ervas altas, e de repente começar a queixar-se fortemente do ouvido ou a espirrar sem parar suspeite sempre de um corpo estranho – neste caso – praganas! Quando entram para o nariz é normal começar também a haver sangramento.

Avalie a situação (por vezes no ouvido podem estar logo à porta – é a melhor altura para as tirar!), mantenha-se o mais calmo possível e leve o seu cão imediatamente ao veterinário para se explorar essa possibilidade. Retirar praganas dos ouvidos, onde podem perfurar o tímpano, ou das narinas, não é tarefa fácil para um veterinário e quase sempre é necessário sedá-los para se conseguir fazer uma boa exploração.

Já se a pragana se prendeu à pele, é possível que dure uns dias até que o seu animal se queixe – aí podemos ver a presença de um granuloma (nódulo) geralmente exsudativo e doloroso. Nesta fase também é comum haver infeção bacteriana secundária. Leve o seu cão ao veterinário para ser visto – além da limpeza e tratamento, pode ter que ser sedado para fazer uma exploração cirúrgica.

Como prevenir as praganas?

Não há maneira de estar 100% seguro da inexistência de praganas, mas, se puder, evite locais com plantas deste tipo e, em geral, vegetação seca. Tente sempre inspecionar bem o seu animal no final do passeio, com especial atenção aos espaços entre os dedos, incluindo a parte de baixo, aos ouvidos, mas não esquecendo todo o corpo!

Lembre-se que na maioria das vezes as praganas não são visíveis a olho nu porque a parte exterior cai, e apenas a ponta fica dentro da pele. No entanto, os sintomas como ferida, inchaço ou sangramento, sim. Procure imediatamente um veterinário perante qualquer dúvida.

 

Arco do Cego

Entre em contacto com um veterinário

Este artigo foi útil?

Por favor, selecione o que se adequa à sua situação. Agradecemos o seu feedback.

Obrigada!

Nós realmente apreciamos isso

Erro

Ocorreu um erro. Este pedido já não pode responder até ser recarregado.